EDUCAÇÃO 06/05 10h15

As atividades são direcionadas às crianças, jovens e adultos que residem nas imediações deste novo complexo de serviços do Governo do Estado.

Com a inauguração da 4ª Usina da Paz (UsiPaz), desta vez no bairro do Benguí, em Belém, a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) vai ampliar a oferta dos atendimentos educacionais prestados à população. Apenas neste novo complexo de serviços gratuitos do Governo do Estado, são mais de 400 vagas ofertadas, distribuídas em 16 cursos e oficinas. 

Entregue pelo governador Helder Barbalho na última quarta-feira (04), o espaço resgata a cidadania e auxilia na redução da violência por meio da transformação social. A iniciativa também se destaca por ser um modelo de política pública articulada e inovadora em todo o Brasil, que busca o fortalecimento comunitário de maneira integrada ao Programa Territórios Pela Paz (TerPaz).No local, a Seduc vai disponibilizar alfabetização para jovens e adultos, oficinas de contação de histórias, atividades funcionais, cursinho preparatório ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), curso livre de línguas estrangeiras, aulas de futsal e handebol, oficina de iniciação à leitura e escrita musical,reforço escolar, mediação de leitura, sarau literário, tertúlias literárias, além de atividades paradesportivas (dança e natação) destinadas às Pessoas com Deficiência (PcDs).

A secretária de Estado de Educação, Elieth de Fátima Braga, destacou que este é um lindo projeto, que tem como um dos pilares a educação. “Neste aspecto, a Seduc é a grande referência e, assim como nas UsiPaz do Icuí-Guajará, em Ananindeua, da Cabanagem, em Belém, e do Nova União, em Marituba, vamos disponibilizar diversos serviços, cursos e oficinas aos moradores do Benguí, que é um dos bairros mais populosos da capital paraense. Dessa forma, faremos com que o poder transformador da educação mude a vida dessas pessoas”, enfatizou.

MATRÍCULAS

As inscrições foram abertas nesta quinta-feira (05), de maneira presencial, diretamente na recepção da UsiPaz Benguí. A disponibilidade das vagas dependerá do fluxo das demandas para cada curso e oficina. É importante ressaltar que será necessário levar originais e cópias do RG, CPF e comprovante de residência para que as matrículas possam ser efetivas no complexo de serviços.

Segundo a coordenadora do Seduc - TerPaz, Ivete Brabo, serão oportunizados uma gama de serviços à população. “Além das ações voltadas para a educação, também vamos ter atividades esportivas e de lazer. Portanto, este equipamento de inclusão social é extremamente importante que nossas crianças, jovens e adultos, possam ter educação de qualidade, perspectiva de futuro e que possibilite à elas a real transformação de suas vidas”, frisou.

Além da Seduc, mais de 20 instituições do Governo do Estado vão oferecer capacitações e serviços aos moradores do bairro do Benguí, são eles: Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica (Sectet), Secretaria de Estado de Cultura (Secult), Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel), Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), Fundação Cultural do Pará (FCP), Fundação ParáPaz, entre outras.

SERVIÇO

A UsiPaz Benguí está localizada na Estrada do Benguí, S/N, ao lado do Pátio de Retenção do Detran - PA e funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 22h; aos sábados, de 8h às 14h; e aos domingos, de 8h às 18h.

Por Vinícius Leal (SEDUC)

 


EDUCAÇÃO 24/03 17h17

A formação ocorreu na Usina da Paz (UsiPaz), em Belém, e integra as ações do Programa Territórios pela Paz (TerPaz).

Na manhã desta terça-feira (22), o Departamento de Trânsito do Estado (Detran) promoveu, por meio da Coordenadoria de Educação de Trânsito (CED), uma oficina voltada para a população idosa, com finalidade de orientar e informar a população sobre o comportamento seguro no trânsito, através de palestras, dinâmicas em grupos e jogos interativos. A formação ocorreu na Usina da Paz (UsiPaz), no bairro da Cabanagem, em Belém, e integra as ações do Programa Territórios pela Paz (TerPaz).

Conduzida por servidores da educação, a ação faz parte do projeto Detran nas Comunidades, que integra o programa Cultura de Segurança no Trânsito. A oficina abordou assuntos sobre atuação do idoso como motorista, ciclista e pedestre no trânsito e como trafegar de forma segura e consciente. Ao final da ação, foram distribuídos brindes a todos os participantes. 

Para o aposentado Levy Paulo, de 85 anos, a oficina serviu para alertá-lo em relação à segurança no trânsito. Ele relembrou uma situação envolvendo uma idosa que pretendia pegar um ônibus e quase caiu quando o motorista arrancou com  veículo. "Já dirigi por muitos anos, hoje não tenho mais habilitação, mas ainda vejo muita confusão no trânsito. Agora, ando de ônibus e fico atento a tudo. É importante que tenham paciência com os idosos", comentou.

A Gerente de Cultura no Trânsito da CED, Giovanna Carvalho, ressaltou a importância em promover ações educativas voltadas para a terceira idade. "Essa oficina abrange desde o transitar do idoso em sua casa até nas vias, por meio de dinâmicas educativas, trabalhando a mobilidade destes idosos", explicou.

Ainda nesta manhã, a equipe de educação de trânsito do Detran realizou mais uma ação do projeto "Detran nas Empresas". A iniciativa visa orientar a prevenção de sinistros envolvendo colaboradores que utilizam veículos de quatro ou duas rodas. Cerca de 38 trabalhadores de uma empresa privada do segmento alimentício de Belém participaram da palestra, que abordou fatores de risco para o trânsito, além de instruir de forma consciente e segura como trafegar nas vias próximas à empresa.

Por Leidemar Oliveira (DETRAN)


EDUCAÇÃO 17/02 14h51

Na manhã desta quarta-feira (16), a Escola Pública de Trânsito, do Departamento de Trânsito do Estado (Detran), realizou na Usina da Paz (UsiPaz) Cabanagem, uma ação educativa voltada para jovens da comunidade e participantes da Fundação ParáPaz Integrado (PPI), projeto público estadual especializado no atendimento às crianças, adolescentes, mulheres e suas famílias em situação de violência no Pará. A iniciativa integra as ações do Programa Territórios pela Paz (TerPaz) e objetiva conscientizar crianças, jovens e familiares sobre a importância da responsabilidade no trânsito.

Conduzida por servidores de educação do Detran, a ação foi realizada na área do teatro e trouxe de forma divertida, com quiz de perguntas, palestras e filmes que abordam temas sobre educação e ética no trânsito. 

Durante a ação, os jovens moradores do bairro interagiram com as equipes do Detran e ParáPaz e lembraram da necessidade de se preocupar com a vida das pessoas, principalmente no trânsito. A estudante e moradora do bairro da Cabanagem, Kevia Caroline, de 20 anos, destacou a importância de ações educativas e relembrou situações envolvendo infrações de trânsito. “Vi um veículo quase batendo uma idosa que atravessava a rua. Falta empatia e amor ao próximo, principalmente quando se está no trânsito, isso com certeza evitaria muitos acidentes”, questiona a jovem. 

A professora e servidora da Fundação ParáPaz, Paula Andrea Sampaio, responsável pelo projeto Escola de Liderança para Juventude, observa o papel dos jovens moradores do bairro e sua atuação no trânsito. “O protagonismo do jovem e da comunidade, relacionando com a sua convivência no bairro e aplicando no seu cotidiano, contribui para um trânsito mais consciente”, destaca Sampaio.

Ao fim da palestra, foram distribuídos jogos e guias educativos. Essa foi a segunda oficina realizada pelo Detran em 2022, na Cabanagem. No último dia 11, a programação teve como público alvo as crianças de 9 a 12 anos, que receberam as orientações pedagógicas juntamente com os pais.

Segundo o gerente de Programas e Projetos Pedagógicos da Coordenadoria de Educação para o Trânsito do Detran, Ricardo Domont, as ações educativas de forma lúdica facilitam o repasse do conhecimento, que tem como foco formar cidadãos conscientes sobre comportamento seguro no trânsito. “Desde 2019, estamos atuando em várias frentes, com os profissionais que atuam no trânsito, com o público infantil, juvenil, idosos e também as famílias, pois o conhecimento adquirido nas nossas programações acabam se estendendo depois a todo o ambiente familiar, na escola e no trabalho”, explica Domont.  

Por Leidemar Oliveira (DETRAN)


EDUCAÇÃO 31/01 10h56

As atividades são direcionadas às crianças, jovens e adultos que residem nas imediações deste novo complexo de serviços do Governo do Estado.

Foto: Jader Paes / Agência Pará

Com a inauguração da 1ª Usina da Paz (UsiPaz) em Belém, no bairro da Cabanagem, a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) vai ampliar a oferta dos atendimentos educacionais prestados à população. Apenas neste novo complexo de serviços gratuitos do Governo do Estado, são mais de 700 vagas ofertadas, distribuídas entre 12 cursos e oficinas.

O espaço foi entregue pelo governador Helder Barbalho na última quarta-feira (12), durante as comemorações pelos 406 anos de Belém. A iniciativa se destaca como um modelo de política pública articulado e inovador no Brasil, que busca o fortalecimento comunitário e o resgate da cidadania, que é integrado ao Programa Territórios Pela Paz (TerPaz).

Foto: Jader Paes / Agência Pará

No local, serão disponibilizadas aulas de reforço escolar para alunos do 5°, 6° e 9° anos do Ensino Fundamental, preparatório ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), curso livre de inglês, alfabetização para jovens e adultos, iniciação à leitura e escrita musical, handebol, badminton, atividades funcionais, natação para Pessoas com Deficiência (PcDs), manbol, além de oficinas de poesia, contação de histórias e mediação de leitura.

“Este é um lindo projeto, que tem como um dos pilares a educação. Neste aspecto, a Seduc é a grande referência e, assim como na UsiPaz do Icuí-Guajará, em Ananindeua, vamos disponibilizar diversos serviços, cursos e oficinas para os moradores do bairro da Cabanagem. Portanto, faremos com que o poder transformador da educação mude a vida dessas pessoas”, enfatizou a secretária de Estado de Educação, Elieth de Fátima Braga.

Matrículas

As inscrições foram abertas na última segunda-feira (17), de maneira presencial, na recepção da UsiPaz da Cabanagem. A disponibilidade das vagas vai depender do fluxo das demandas para cada curso e oficina. É importante ressaltar que será necessário levar originais e cópias do RG, CPF e comprovante de residência, para que as matrículas possam ser efetivas no complexo de serviços. 

Foto: Jader Paes / Agência Pará

“Essas atividades buscam fazer com que a comunidade tenha acesso a formação de qualidade e possibilitar a geração de emprego e renda, melhorando a educação no próprio bairro. Na UsiPaz da Cabanagem, assim como no Icuí-Guajará, vamos promover o reforço escolar, por meio de cursos específicos de Língua Portuguesa e Matemática, entre outras diversas ações pedagógicas”, afirmou a coordenadora do TerPaz - Seduc, Ivete Brabo.

Além da Seduc, mais de 20 instituições do Governo do Estado vão disponibilizar capacitações e serviços aos moradores da Cabanagem. Algumas delas, são: Fundação Cultural do Pará (FCP), Fundação Paraense de Radiodifusão (Funtelpa), Fundação ParáPaz, Secretaria de Estado de Comunicação (Secom), Secretaria de Estado de Cultura (Secult), Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica (Sectet), Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), entre outras.

Serviço

A UsiPaz da Cabanagem fica localizada na Av. Damasco, nº 37, próximo à Estrada do Benjamin, funciona de terça a sexta-feira, das 8 às 22h, e aos sábados e domingos, das 8 às 18h. Para entrar no complexo de serviços é necessário apresentar o comprovante de vacinação contra a Covid-19.

Texto: Marx Vasconcelos, com a supervisão de Vinícius Leal/ Ascom Seduc

Por Luana Laboissiere (SECOM)


EDUCAÇÃO 02/12 11h10

A previsão de início das aulas do curso teórico-prático é para o dia 10 de janeiro de 2022, no horário de 18h às 22h, de terça a sexta-feira

A Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica (Sectet) divulgou, na tarde desta quarta-feira (1º), os nomes dos 40 candidatos selecionados para o curso Técnico em Saúde Bucal (TSB), oferecido pelo órgão em parceria com a Faculdade de Odontologia da Universidade Federal do Pará (UFPA), para moradores de Ananindeua, Região Metropolitana de Belém (RMB).

O curso faz parte dos serviços ofertados na Usina da Paz Icuí-Guajará. Os candidatos selecionados serão convocados, via e-mail ou telefonema, para realizarem a matrícula. A previsão de início das aulas é dia 10 de janeiro de 2022, no horário de 18h às 22h, de terça a sexta-feira, uma semana por mês, durante 18 meses.

O curso, de caráter teórico-prático, tem o objetivo de proporcionar a educação profissional em saúde bucal, no nível habilitação profissional de Técnico de Saúde Bucal. São 1.200 horas de carga horária, das quais 150 serão destinadas a estágios de aprendizagem, orientados e supervisionados pela Universidade.

Esta será a segunda turma de TSB ofertada pela Sectet e UFPA. A primeira turma, em Belém, entrou na parte prática do curso no dia 5 de novembro com a realização da cerimônia do jaleco.

Confira os nomes dos selecionados na página da Secretaria (www.sectet.pa.gov.br).

Por Fernanda Graim (SECTET)

 


EDUCAÇÃO 25/11 12h32

Foco é incentivar o hábito da leitura através da doação de livros.

Na manhã desta terça-feira (23), a Usina da Paz Icuí-Guajará recebeu a doação de 300 livros para as duas bibliotecas do complexo comunitário, que são geridas pela Fundação Cultural do Pará (FCP). A ação foi feita pelo Portal do Conhecimento, projeto de arrecadação e doação de livros da Imprensa Oficial do Estado (Ioepa), solicitada pela Secretaria de Educação do Estado (Seduc). 

Foto: NUCOM/SEAC

"Nós da Seduc e da FCP estamos trabalhando em parceria na estruturação e no funcionamento das bibliotecas para a comunidade local e do entorno. Para isso, temos parceiros da sociedade civil, seja público ou privado, como é o caso da Ioepa, que já realiza essa campanha de doação de livros e, com essa parceria, pudemos trazer mais exemplares para as bibliotecas", afirmou a coordenadora da Seduc no TerPaz, Ivete Brabo.   

A bibliotecária da FCP, Darcy Barroso, destacou a importância desta doação. "Chegou em um bom momento para fortalecermos as nossas bibliotecas aqui da Usina da Paz. A Fundação Cultural do Pará só tem a agradecer essa cooperação que é feita pela Ioepa e pela Seduc, essa parceria é sempre bem-vinda", destacou Darcy.

Sandra BatistaFoto: NUCOM/SEAC

Durante a entrega, foi assinado por ambos um termo de doação. "São livros de literatura infantil, infanto-juvenil, pesquisas, didáticos, culinária, corte e costura, entre outros, que foram solicitados pelo TerPaz Seduc. O objetivo do portal é exatamente esse, arrecadamos livros de quem tem condições e oportunidade de comprá-los e que, em algum momento, não os querem mais. Assim realizam a doação para aqueles que não tem condições de comprar e não tem acesso. O nosso foco é incentivar o hábito da leitura através da doação de livros", disse a coordenadora do Portal do Conhecimento da Imprensa Oficial do Estado, Sandra Batista.

O autônomo, Jadson Farias, de 20 anos, foi até a UsiPaz Icuí-Guajará, com a esposa tirar a certidão de nascimento do pequeno Derick, de apenas 1 mês, e aproveitou para desfrutar da biblioteca. “Esse complexo é muito bom porque a nossa juventude está tendo mais oportunidades, já que aqui em Ananindeua não temos muitas áreas para lazer e cultura. Hoje vim com a minha esposa e o meu filho tirar a certidão de nascimento dele, o que foi de grande ajuda. Eu sou autônomo e nem sempre tenho dinheiro e agora temos esses serviços aqui no bairro. E como eu gosto muito de ler aproveitei para vir até a biblioteca que está ótima", afirmou o morador. 

Jadson FariasFoto: NUCOM/SEAC

O gerente geral da Usina da Paz Icuí-Guajará, Alex Melul, destacou a importância dessas doações e parcerias. "Essa foi uma doação de 300 livros, veio agregar ainda mais o acervo de livros das nossas bibliotecas aqui da Usina da Paz e essa parceria com a Ioepa é muito benéfica. Além dessa, também já recebemos outras doações, o que é muito gratificante", ressaltou o gerente geral da Usina da Paz Icuí-Guajará.     

O horário de funcionamento das duas bibliotecas, tanto a infantil como a para jovens e adultos, é de terça a sexta, das 8h às 19h. E aos sábados de 8h às 17h e nos domingos de 8h às 12h.

Por Elizabeth Teixeira (SEAC)


EDUCAÇÃO 18/11 11h03

A revisão abordou questões recorrentes nas provas, esclarecendo dúvidas e orientando sobre como proceder antedo exame nacional.

Este sábado (13) foi de muito aprendizado e concentração para mais de 100 estudantes que participaram do terceiro aulão do Programa Enem Pará Itinerante, na Usina da Paz (UsiPaz) do Icuí-Guajará, em Ananindeua (Região Metropolitana de Belém). A iniciativa da Secretaria de Estado de Educação (Seduc) busca oferecer a oportunidade de aprimorar os conhecimentos a quem vai fazer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021, nos próximos dias 21 e 28 de novembro.
Foto: Marcelo Seabra / Ag. Pará

A revisão abordou questões recorrentes nas provas, relacionadas às disciplinas Matemática, História e Língua Portuguesa/Gramática, nas quais os alunos ainda apresentam dificuldade de compreensão. Também foram disponibilizados materiais de estudo para que os estudantes aprofundem a preparação ao exame.


Foto: Marcelo Seabra / Ag. Pará

Desde o início, a estudante Isadora Menezes, 15 anos, frequenta os aulões do “Enem Pará Itinerante” aos sábados. Segundo ela, os conteúdos ministrados têm ajudado na preparação para o Enem. “A minha expectativa para o Enem é passar em Medicina, e essa iniciativa do governo do Estado, por meio da Seduc, está nos oportunizando aulas incríveis, com professores maravilhosos, que nos ensinam de maneira prática e didática. Só tenho que agradecer por tudo que vem sendo feito para nos garantir uma boa preparação, e também pelo incentivo emocional que todos têm nos dado”, ressaltou.

O estudante Paulo Henrique Costa, 18 anos, pretende cursar Ciências da Computação na Universidade Federal do Pará (UFPA), e está confiante em alcançar uma vaga no ensino superior. “Esta é a minha segunda vez fazendo o Enem, e com o que aprendi no aulão vou aplicar ao máximo nas provas. Acredito que serão muito tranquilas, além de alcançar bons resultados. Agradeço ao Governo do Pará, através da Seduc, por estar nos auxiliando bastante nos estudos e fazendo com que a gente tenha acesso às principais disciplinas que mais caem no exame”, disse Paulo Henrique.

Expectativa - Participando pela segunda vez do preparatório na UsiPaz do Icuí-Guajará, Maria José Teixeira, 39 anos, está ansiosa pelas provas do Enem. Para ela, os aulões têm sido fundamentais na preparação. Devido à pandemia de Covid-19 parei os estudos, e graças a esta ação tenho conseguido me preparar bem melhor. Sou grata por essa oportunidade. O espaço é maravilhoso e os professores extremamente qualificados. A cada sábado estão repassando conhecimentos, que tornam mais fácil a gente chegar ao nosso objetivo, que é uma vaga na universidade”, frisou a candidata.

Durante todo o aulão, foram oferecidas informações importantes para um bom desempenho nas provas e orientações sobre hábitos mais saudáveis. Até o dia 27 de novembro, o projeto vai continuar viabilizando conteúdos revisados por especialistas nas quatro áreas do conhecimento exigidas no exame: Ciências Humanas e suas Tecnologias; Ciências da Natureza e suas Tecnologias; Linguagens, Códigos e suas Tecnologias; Matemática e suas Tecnologias, além da Redação.
Foto: Marcelo Seabra / Ag. Pará

O professor de linguagens e representante do “Enem Pará Itinerante”, Paulo André Figueiredo, ressaltou que o projeto deu certo, além de ser uma ação intersetorial com órgãos do governo do Estado, coordenada pela Seduc. “Hoje, tivemos a presença de especialistas em Matemática, História e Língua Portuguesa/Gramática aqui na UsiPaz do Icuí-Guajará. A cada final de semana nós trazemos professores de outras áreas do conhecimento, que orientam e dão dicas para que os candidatos possam ter um bom desempenho nas provas”, reiterou o educador.

Toda a programação foi aberta para alunos da rede pública estadual que estão concluindo o ensino médio em 2021, além daqueles que já terminaram os estudos em anos anteriores.

Texto: Vinícius Leal - Ascom/Seduc

Por Governo do Pará (SECOM)


EDUCAÇÃO 18/11 11h00

A formação integra as ações do Programa Territórios pela Paz, do Governo do Pará, para moradores da comunidade.

Formar cidadãos conscientes sobre segurança viária é o objetivo do Curso de Agente Multiplicador de Educação para o Trânsito, que encerrou mais uma turma nesta sexta-feira (12), no Território Nova União, município de Marituba, na Região Metropolitana de Belém. A formação integra as ações do Programa Territórios pela Paz (TerPaz), do Governo do Pará, e tem como público-alvo moradores da comunidade.

Promovido pela Escola Pública de Trânsito do Detran, o Curso de Agente Multiplicador é uma oportunidade para que os diversos segmentos sociais aprofundem o conhecimento sobre comportamento seguro e aprendam a disseminar atitudes que preservem a vida no trânsito.
Foto: Divulgação

Em Marituba, o curso ocorre pela terceira vez. Nesta etapa, 20 moradores receberam a capacitação, que encerrou após uma semana de aulas teóricas. “Marituba ainda está organizando o trânsito local, então esse é o momento de trazer educação para poder consolidar a fiscalização em um segundo momento. E toda vez a gente vem conseguimos deixar multiplicadores que disseminam o conhecimento por toda a cidade”, explicou a instrutora do Detran, Clara das Neves.

Várias disciplinas, como Ética e Cidadania, Noções de Legislação de Trânsito, Respeito e Responsabilidade Viária, são a base do conteúdo ministrado durante o curso. As instrutoras do Detran também ensinaram sobre metodologias que a comunidade pode utilizar para multiplicar esse conhecimento, formando outras pessoas.
Foto: Divulgação

Tânia Ramirez é professora da Escola Luz e Vida, onde o curso foi realizado, e avalia que todo o conhecimento proporcionado pelo curso vai ajudá-la a implantar a formação na família e aos alunos. “Foi um curso muito rico, que apresentou muitas novidades e nos ensinou sobre os riscos, e como ajudar as pessoas que estão a nossa volta a ter mais cuidados no trânsito”, ressaltou.

Nova geração - Segundo a gestora do TerPaz em Marituba, Amanda Engelke, a presença do Detran no programa é fundamental no sentido de incentivar a formação de uma nova geração de multiplicadores do conhecimento sobre segurança no trânsito, e também sobre o TerPaz. “O governo do Estado proporciona esses momentos para que as pessoas tenham uma nova perspectiva no Território. Mas a mudança quem faz é a própria comunidade”, enfatizou.

O Detran continua realizando o Curso de Agente Multiplicador de Educação para o Trânsito no interior do Estado. Os próximos municípios a receberem a formação são Itupiranga, Ourilândia do Norte e Canaã dos Carajás, na região Sudeste.

Por Leidemar Oliveira (DETRAN)


EDUCAÇÃO 08/11 16h04

A Secretaria de Estado de Educação (SEDUC) e o Programa Territórios pela Paz (Ter Paz) promovem curso de pintor de obras para moradores do bairro do Guamá. A ação ocorreu em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), na Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio ‘Barão de Igarapé Miri’ durante está semana.

Foto: Divulgação

O curso faz parte dos projetos de formação profissionalizante que estão sendo oferecidos onde o TerPaz está presente. Na oportunidade, 23 pessoas foram inscritas. Todos receberam material de pintura de forma gratuita. 

Foto: Divulgação

"O importante desse trabalho não foi somente a realização do curso de pintura e a atividade prática, e sim, que essas pessoas estão se profissionalizando. Aqui, por exemplo, a escola ficou bonita. Há espaços que também foram revitalizados por causa do curso. Saindo daqui esses alunos estão aptos para executar a atividade, o que vai gerar emprego e renda”, ressaltou a coordenadora do TerPaz na Seduc, ressaltou Ivete. 

O curso foi dividido em aulas teóricas e práticas: Nas aulas teóricas foram ministradas aulas sobre nivelamento matemático e aulas teóricas sobre pintura. Satisfeito com o aprendizado, Abner Assunção conta que vai seguir carreira e garantir seu lugar no mercado profissional: "A partir de agora espero poder trabalhar com isso. O curso foi excelente, do início ao fim. Aprendi técnicas para aplicar no dia a dia, e para trabalhar e ganhar dinheiro", contou o aluno entusiasmado.

Cidadania - A Seduc e TerPAz estão realizando várias atividades. Na Usina da Paz do Icuí acontece a atividade de reforço escolar, cursinho pré-enem, atividades de musicalização, sarau literário, mediação de leitura. Além de atividades físicas para Pessoas com Deficiência (PcD) como Badminton, vôlei sentado, manobol, natação e futebol de 5. Foram da Usina da Paz, a Seduc e TerPaz promovem atividades de Futsal, oficinas de contação de histórias, demonstração teatral, recitação poética, musicalização em grupo, atividade funcional e entre outras. 

Texto: Marx Vasconcelos e Evaldo Júnior (ascom Seduc)

Por Evaldo Júnior (SEDUC)


EDUCAÇÃO 27/09 17h12

Na manhã deste sexta (24), alunos das Escolas Estaduais José Valente Ribeiro e Almirante João Faria de Lima, localizadas no território do TerPaz da Cabanagem, em Belém, tiveram a oportunidade de conhecer a sede do Departamento de Trânsito do Estado (Detran) e aprender um pouco mais sobre segurança viária. A iniciativa integra as ações do Programa Territórios pela Paz (TerPaz) e é parte do calendário de eventos da Semana Nacional de Trânsito (SNT) 2021, realizada de 18 a 25 de setembro. 

Foto: Danielle Santana /Asdecom Detran

Divididas em grupos, 70 crianças e adolescentes, com idade entre sete e 14 anos, realizaram um passeio pelas dependências do órgão, passando pelo salão de atendimento, área de vistoria veicular, Central de Videomonitoramento Sentinela, área de exames práticos e demais setores. Os estudantes também conheceram a nova biblioteca Irmãos Guimarães, especialmente ambientes como a sala de leitura e a videoteca. Dessa forma, os jovens aprenderam a história do Departamento, conheceram a dinâmica de trabalho e o modo de atuação da autarquia com relação ao trânsito, comportamento seguro, suas características e fatores de risco.

Artifícios como jogos lúdicos, brincadeiras com dados, livros para colorir, vídeos e perguntas sobre itens de segurança foram utilizados pelas equipes da Coordenadoria de Educação para o Trânsito (CED) e servidores da biblioteca, que conduziram as atividades. Para a maioria dos alunos, foi a primeira visita ao Detran. Por fim, os estudantes receberam uma lembrança, composta de um copo e adereços como uma mini placa de sinalização viária.

Foto: Danielle Santana /Asdecom Detran

A gerente de cultura de trânsito do Detran, Giovana Carvalho, explica que a experiência objetiva formar cidadãos conscientes no trânsito. "Acredito que podemos transformar o futuro dessas crianças através dessas visitas, além de desmistificar a questão do órgão ter apenas o setor de fiscalização, quando na verdade atua em diversas outras atividades, como a biblioteca. Então, esperamos que eles se tornem condutores mais responsáveis e conscientes, até porque as crianças são os maiores cobradores dos pais para colocar o cinto de segurança, e seguir as leis de trânsito", comenta.

De acordo com Eliana Santos, vice-diretora de uma das escolas, é importante que os alunos sejam orientados sobre o trânsito para salvar vidas, e compartilhar as informações obtidas na visita, contribuindo nas suas comunidades com o trânsito e com o Detran. Para o aluno Katsu Thor Rodrigues, de 12 anos, a visita proporcionou troca de informações antes desconhecidas. "Aprendi coisas que eu não sabia, tipo como os acidentes ocorrem. Sabendo como acontecem, podemos começar a evitar e salvar a nossa vida. Olhar antes de atravessar é um exemplo. Eu achava o trânsito desorganizado, mas hoje descobri um pouco como funciona", avalia.

A coordenadora do TerPaz no bairro da Cabanagem, Ivanilde Vieira, destaca que os estudantes necessitam desse conhecimento relativo ao trânsito, para transmitir à comunidade onde vivem, com os pais e vizinhos, e ter noção de como funciona toda a dinâmica de trânsito no Estado e na capital. Ela ressalta ainda que muitos não possuem a informação precisa de como se comportar na rua e no trânsito, e principalmente a travessia na faixa de pedestre. "Todos ficaram encantados em descobrir algumas funcionalidades do Detran, como por exemplo, os registros de roubo e furto de veículos. O desafio agora é perpetuar os ensinamentos com debates em sala de aula", diz.

Texto: Celso Junior (Asdecom/Detran)